top of page

Segundo IBGE, a cantora Taylor Swift impulsionou recuperação do volume de serviços

Taylor Swift garante alta do setor de serviços, apesar de queda acentuada do setor aéreo... 

  • O volume de serviços cariou 0,4% em novembro, a queda ocorre após três quedas consecutivas. O resultado veio acima das expectativas do mercado, que projetava um crescimento de 0,2%.  

  • Este foi o primeiro resultado no sentido de retomar a trajetória de crescimento do índice desde agosto de 2023, período em que o índice acumulou perda de 2,2%. Com o resultado, o setor opera 10,8% acima do patamar pré-pandemia (fevereiro de 2020) e 2,6% abaixo do maior nível da série histórica (dezembro de 2022).  

  • A atividade com maior destaque no resultado do índice foi outros serviços (3,6%), impulsionada pelos serviços prestados à família (2,2%). Este segmento foi influenciado pelos espetáculos teatrais e musicais, com destaque para os shows da cantora norte-americana Taylor Swift, que fez uma temporada de shows em novembro e gerou um efeito multiplicador sobre o setor de serviços nas cidades em que apresentou. Além do grupo mexicano RBD, que também fez uma turnê passando pelo Brasil em novembro.  

Recuperação de novembro tenta retomar trajetória de crescimento do índice 

 

Fonte: Pesquisa Mensal de Serviços/IBGE 

Nota: Número-índice com ajuste sazonal (2022=100) 

 

  • No ano, o setor de serviços acumulou aumento de 2,7% e 6,7% nos últimos 12 meses. Os efeitos dos cortes na taxa básica de juros, Selic, e os efeitos do programa desenrola podem impulsionar o índice nos próximos meses.  

  • O Federal Reserve (Banco Central dos EUA) já havia chamado atenção para o efeito multiplicador dos shows da cantora nas cidades norte-americana que se apresenta.  

  •  Outro segmento que registrou alta no mês foram os serviços financeiros auxiliares, principalmente pelo aumento da receita de empresas pelo uso do dinheiro digital, como as máquinas eletrônicas de cartões de crédito e débito. 

  • As demais altas foram registradas pelos serviços profissionais, administrativos e complementares (1,0%) e pelos serviços prestados às famílias (2,2%).  

  • No sentido contrário, o setor de transportes registrou a quarta queda consecutiva (1,0%), e acumula queda de 5,3% no período. O principal fator da queda do mês foi o transporte aéreo, que caiu 16,1%. Os componentes do setor de transporte se comportaram da seguinte forma: 

  • Terrestres (0,7%) 

  • Aquaviário (0,7%)  

  • Aéreo (-16,1%) 

  • Armazenagem, serviços auxiliares aos transportes e correio (-0,2%)  

A dança dos componentes de transportes 

 

Fonte: Pesquisa Mensal de Serviços/IBGE 

Nota: Número-índice com ajuste sazonal (2022=100) 

 

  • Houve crescimento do setor em 19 estados, com destaque para: 

  • São Paulo (-1,0%), Minas Gerais (-2,6%) e Bahia (-7,0%) 

  • Entre as variações positivas, as maiores influências foram do: 

  • Santa Catarina (0,7%) e Espírito Santo (0,9%). 

  • O índice de atividades turísticas caiu 2,4% em novembro. O segmento está 2,2% acima do patamar pré-pandemia e 5,0% abaixo do ponto mais alto da série (fevereiro de 2014) 

2 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page