top of page

PEC DOS BENEFICIOS E DESACELERAÇÃO DA INFLAÇÃO MANTÊM VAREJO AQUECIDO EM SETEMBRO




  • O resultado do varejo em setembro (+1,1%) veio bastante acima das expectativas do mercado (0,2%). O varejo ampliado que considera veículos, motos, partes e peças e material de construção também subiu (+1,5%).

  • O resultado de hiper e supermercados (+1,2%) foi ajudado pelo início do pagamento de benefícios sociais que tiveram início em agosto.

  • O resultado de setembro, somado ao de agosto, que foi revisado de -0,1% para +0,1% mostram uma retomada do crescimento do setor de varejo, impactado por medidas governamentais como a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que estabeleceu o teto do ICMS para combustíveis, telecomunicações e energia elétrica.

  • A diminuição da tributação de combustíveis passou a ser adotada pelos estados no final de junho. Em virtude da queda de preço obtida com a PEC, o consumo de combustíveis e lubrificantes registrou aumento de 1,3% em setembro. Em julho o segmento havia crescido 12,6% e em agosto 3,8%.


  • O setor de vestuário que havia recuperado parte da queda de 16,9% de julho com alta de 9,3% em agosto, agora está estável.

  • Para o último trimestre do ano, apesar das festas é esperado uma desaceleração com as altas taxas de juros e o fim dos efeitos dos pacotes eleitorais.



3 visualizações

Commenti


bottom of page