top of page

Serviços têm alta de 0,7% em agosto, acima das expectativas do mercado...




LEIA EM SEGUNDOS OS MINUTOS DA SEMANA QUE PASSOU...


· Combustíveis fazem o IPCA de setembro ser o terceiro mês seguido de deflação, -0,29%.

· FMI sobe de 1,7% para 2,8% a projeção de crescimento do Brasil em 2022.



Serviços têm alta de 0,7% em agosto, acima das expectativas do mercado...


· O setor de serviços em agosto apresentou alta de 0,7%, acima das expectativas de mercado (0,2%). Em 12 meses, o segmento acumula aumento de 8,9% e se encontra 10,1% acima do nível pré-pandemia, de fevereiro de 2020.

Volume de serviços 


· O resultado também é uma boa notícia para o setor de turismo. Pela primeira vez, o Índice de Atividades Turísticas, também medido pelo IBGE a partir de dados da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) está acima (0,1%) do patamar pré-pandemia (fev/20).

Volume de serviços 

· Desde a retomada da atividade econômica, há uma migração do consumo do varejo para o setor e serviços. Apesar deste fenômeno, os serviços prestados às famílias, ainda estão 4,8% abaixo de fevereiro de 2020. Isso sugere que ainda há espaço para mais crescimento na medida em que há uma demanda reprimida.

· Durante o período de restrições sanitárias de mobilidade cresceram as vendas online enquanto segmentos do setor de serviços tiveram de fechar, como é o caso de bares, restaurantes e cinemas. Agora, com o pleno funcionamento, as compras perderam força e deram lugar ao consumo de serviços.

· O destaque positivo foi o segmento outros serviços (6,7%), que se recuperou de uma queda de 5,0% no mês anterior. Os serviços prestados às famílias (1,0%), cresceram pelo sexto mês consecutivo.

· No lado oposto, mesmo com a contínua queda no preço dos combustíveis, o setor de transportes (-0,2%) foi o único segmento com queda em agosto com o destaque negativo sendo o transporte terrestre (-0,7%).

· O transporte aéreo apresentou alta de 8,7% a despeito dos preços elevados das passagens aéreas. O segmento ainda está em recuperação, comparado com agosto de 2021.


Distância em relação a fevereiro de 2020 (pré-pandemia - %)




O que deve mexer com as expectativas econômicas na próxima semana...


No cenário doméstico:   


i. O primeiro debate presidencial do segundo turno ocorre neste domingo, dia 16. As pesquisas estão estáveis em relação à vantagem para o candidato Lula (PT) que varia 4 a 10 p.p. em votos válidos a depender da pesquisa.

ii. A investida contra as pesquisas eleitorais deve continuar na próxima semana com o Projeto de Lei 2558/22, que penaliza institutos que registrem desvios em relação ao resultado da eleição além da margem de erro, podendo ser analisado na próxima semana. Outras iniciativas contra os institutos de pesquisa também devem chamar atenção, a exemplo das investigações abertas, e ora suspensas pelo STF, por parte do Cade e da Polícia Federal.

iii. Na segunda será divulgada a prévia do PIB de agosto. Após os resultados da indústria (-0,6%), varejo (-0,1%) e serviços (+0,7%), a expectativa da GO Associados é de um leve crescimento, de 0,1%.

iv. Atenção para os preços dos combustíveis. Segundo dados da Abicom, a defasagem na gasolina é de 12% (R$ 0,43) e no diesel de 16% (R$ 0,97).

No cenário internacional:   


v. O 20º Congresso do Partido Comunista Chinês (PCC) começa neste domingo. O principal ponto de destaque é que Xi Jinping deve ser eleito para um inédito terceiro mandato como líder da China.

vi. Na noite de segunda serão os dados de setembro da China, incluindo aí o PIB do 3º trimestre. A atual desaceleração da economia chinesa deve também ser um dos assuntos do congresso do PCC.

vii. Na terça, 18/10, será divulgada a Produção Industrial de setembro nos EUA.

viii. Na quarta, 19/10, o destaque são os dados de inflação que serão divulgados tanto para o Reino Unido quanto para Zona do Euro. Atenção principalmente para o Reino Unido, que vem apresentando forte instabilidade na economia nas últimas semanas e demitiu hoje o atual Ministro das Finanças Kwasi Karteng.






8 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page