top of page

IPCA-15 de outubro registrou a volta da inflação




O IPCA-15 de outubro foi de 0,16%, resultado acima do esperado pelo mercado (0,05%) e da projeção a GO Associados (0,12%). O número interrompe a sequência de deflações registradas em agosto (-0,73%) e setembro (-0,37%). No ano o IPCA-15 acumula 4,8% e nos últimos 12 meses 6,85%.

  • Mesmo esta surpresa no resultado da inflação não deve mudar a decisão do Copom, que se reúne hoje e amanhã, de manutenção da taxa de juros em 13,75%.

  • A projeção do IPCA para 2022 caiu pela 17ª semana consecutiva no último Relatório Focus, chegando a 5,6%. A mediana das expectativas do mercado ainda é maior do que o teto da meta (5%) para 2022.





  • O grupo de transportes registrou mais uma queda (-0,64%) com quedas nos preços dos combustíveis em geral: etanol (-9,47%), gasolina (-5,92%), óleo diesel (-3,52%) e gás veicular (-1,33%). Por outro lado, passagens aéreas (28,17%) foi o principal item de aumento.

  • Uma das principais mudanças em relação a setembro é o grupo alimentação e bebidas que, após registrar queda de 0,47% naquele mês, subiu 0,21% em outubro.

  • A limitação do ICMS dos combustíveis teve efeito positivo sobre a inflação em geral e sobre o grupo transportes, que agora acumula alta de apenas 2,82% nos últimos 12 meses. Por outro lado, em alguns itens o impacto indireto foi menor, como o grupo alimentação e bebidas, que ainda acumula alta de 11,43% nos últimos 12 meses.




















Fonte: IBGE. Elaboração: GO Associados.


  • No acumulado de 12 meses a inflação segue em queda, mas ainda acima do teto da meta, passando de 7,96% em setembro para 6,85% em outubro.





17 visualizações

Comments


bottom of page