top of page

IPCA-15 de novembro em linha com o esperado indica manutenção da Selic em 13,75%...


  • O IPCA-15 de novembro foi de 0,53%, abaixo do esperado pelo mercado (0,56%) e acima da projeção da GO Associados (0,49%). O IPCA-15 acumula 6,17% nos últimos 12 meses e 5,35% no ano até novembro.

  • O resultado dentro do esperado indica que o Copom deve manter a taxa básica de juros em 13,75% na reunião do dia 7 de dezembro. Entretanto, o aumento do risco fiscal com a PEC de transição pode fazer com que novos aumentos ocorram e que os juros fiquem elevados por mais tempo.

  • A projeção do IPCA para 2022 está em tendência de alta no Relatório Focus, chegando a 5,88% na última semana. A mediana das expectativas do mercado indica uma inflação acima do teto da meta tanto para 2022 quanto para 2023.



  • O grupo de transportes interrompeu a sequência de quedas com uma alta de 0,49%. Os combustíveis subiram 2,04% após 5 meses de queda. Gasolina (1,67%) e etanol (6,16%) foram os destaques negativos do mês.

  • O grupo de alimentação e bebidas voltou a acelerar, passando de 0,21% em outubro para 0,54% em novembro. Os destaques são tomate (17,79%), cebola (13,79%) e batata-inglesa (8,99%).

  • Enquanto o leite longa-vida vem em um processo de normalização de preços (queda de 9,91% e 6,28% em outubro e novembro respectivamente), o preço do leite está voltando ao normal.

  • A limitação do ICMS dos combustíveis teve efeito positivo sobre a inflação em geral e o grupo transportes, que em 2022 acumula deflação de 1,85%, mesmo considerando o efeito do conflito entre Rússia e Ucrânia. Por outro lado, em alguns itens o impacto indireto foi menor, como o grupo alimentação e bebidas, que ainda acumula alta de 11,2% no ano.




3 visualizações

Comments


bottom of page