top of page

Inflação estoura o teto e juros deve ficar elevado por mais tempo...


  • O IPCA de dezembro foi de 0,62%, acima do esperado pelo mercado (0,44%). Conforme mostra o Quadro, o índice oficial de inflação furou o teto da meta (5%) pelo segundo ano consecutivo, fechando 2022 em 5,79%.

  • O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, deve redigir uma carta aberta para explicar o que será feito para fazer a inflação convergir para a meta. Será a sétima vez que um presidente do Banco Central fará uma carta justificando o não cumprimento da meta desde 1999 sendo que apenas em 2017 a inflação ficou abaixo do piso da meta.


  • Alguns dados mostram a dificuldade que o Banco Central terá em retomar a credibilidade em relação ao cumprimento da meta de inflação, o que deve manter a taxa de juros em alta por um período mais longo: a. A inflação de dezembro acima do esperado indica que a desaceleração observada no 2º semestre de 2022 pode ter sido interrompida; b. O risco fiscal. O orçamento de 2023 indica déficit primário de R$ 231,5 bilhões e há desconfiança em relação ao compromisso com a responsabilidade fiscal do novo governo; c. A expectativa de mercado de novo estouro da meta em 2023. A mediana das expectativas coletada pelo Boletim Focus é de 5,36% contra um teto da meta de 4,75%; d. O descolamento da expectativa inflacionária para 2024 e 2025 do centro da meta. O Boletim Focus indica IPCA de 3,7% e 3,3% respectivamente, contra um centro da meta de 3% para os dois anos;


  • Em 2022 os alimentos lideraram o ranking da inflação. No topo da lista está a cebola que registrou alta de 130,14%. No Top 10 dos itens que mais subiram, todos são alimentos.

  • As maiores quedas de preço ao longo de 2022 ocorreram com combustíveis e energia elétrica. Gasolina (-25,78%) e Etanol (-25,42%) lideram o ranking dos maiores declínios em 2022.

  • O resultado é explicado pela redução do ICMS dos combustíveis que começou a vigorar em meados do ano. Tal mudança teve impactos significativos na inflação. O grupo transporte apresentou deflação entre os meses de junho e outubro no IPCA.




4 visualizações

Comments


bottom of page