top of page

Evolução do emprego formal mostra sinais de desaceleração



· O Caged de outubro, publicado nesta manhã, registra um ganho líquido 154.454 vagas de emprego formal no mês passado (isto é, admissões menos demissões), abaixo da mediana das expectativas do mercado (238 mil).

· Tal resultado sugere uma desaceleração econômica no 4º trimestre com o alto patamar de juros afetando a economia principalmente no setor de consumo.

· Destaque mais uma vez para o setor de serviços, com saldo líquido de 91,294 mil vagas criadas. No ano o setor de serviços acumulou 1,26 milhões de vagas.

Saldo (admissões-demissões) no mercado de trabalho formal em 2022 (jan/out)


· O setor de serviços perdeu mais de 712 mil vagas entre março de julho de 2020, e um saldo negativo acumulado de 128 mil vagas perdidas no primeiro ano da pandemia. A retomada das atividades presenciais possibilitou a recuperação do setor entre 2021 e 2022.


Saldo de vagas por setor e por mês


Matérias-primas derrubam o IGP-M de novembro...


· O IGP-M de novembro caiu 0,56%, abaixo do esperado pelo mercado. É a quarta deflação consecutiva (-0,38%).

· A queda ocorreu em razão do declínio de preços das matérias-primas brutas, (-2,96%), o item faz parte do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPA), representando 60% do IGP-M. Outros itens que também contribuíram para a deflação foram o minério de ferro (-8,01%), café em grão (-20,97%) e milho em grão (-0,74%).

· No acumulado em 12 meses o IGP-M acumula alta de 5,90% e no ano de 4,98%. O IGP-M continua convergindo com o IPCA, o índice oficial de inflação, após uma disparidade que chegou a 29,98 p.p. em maio de 2021.



IPCA e IGP-M acumulado em 12 meses (%)


· Assim como no resultado do IPCA de outubro, a queda no preço dos combustíveis já não impacta mais na queda da inflação. Mas a queda no preço de matérias-primas mantém a deflação no IGP-M, diferente do que deve ser observado no IPCA nos próximos meses.

· O IPCA considera uma cesta de bens e serviços ao consumidor final, tal qual o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) que compõe 30% do IGP-M e subiu 0,64%, com destaque para o segmento de alimentação, 0,83%.

· O Índice Nacional de Construção (INCC) cresceu 0,14% em novembro.



7 visualizações

Comentarios


bottom of page