top of page

ELEIÇÕES EM FOCO




O que deve mexer com as expectativas econômicas na próxima semana...


No cenário doméstico:   


i. Entramos na última semana de eleições com a maioria das pesquisas indicando uma ligeira vantagem de Lula, de 4 a 6 p.p., dentro da margem de erro. Amanhã e domingo ocorreriam debates no SBT e Record, respectivamente, mas que serão transformados em entrevistas de uma hora com Bolsonaro, dada a ausência de Lula. O único debate confirmado é o da Globo, que ocorrerá na sexta (28).

ii. A questão da abstenção deve se tornar central nesta última semana de campanha. O fenômeno prejudica historicamente mais a Lula (PT), apoiado por um eleitorado mais pobre e de maior dificuldade em votar. Entretanto, a proximidade de feriados (dia do servidor público em 28/10 e Finados em 02/11) pode diminuir esta diferença.

iii. A reunião do Copom que ocorre na próxima quarta (26/10) deve manter a taxa estável em 13,75% e não trazer muita novidade, ainda mais considerando a incerteza eleitoral.

iv. O IPCA-15 de outubro, a ser divulgado na terça (25/10), deve mostrar uma ligeira inflação, de 0,22%.

v. Na sexta o IGP-M de outubro será divulgado. A expectativa da GO Associados é de deflação, de 0,25%.

vi. Os números de mercado de trabalho serão divulgados na quinta (27/10) com o Caged e taxa de desemprego de setembro. A expectativa da GO Associados é uma taxa de desemprego de 8,7%.

vii. A temporada de balanços começa na próxima semana com destaque para os balanços de Santander e Vale.

No cenário internacional:   


viii. O principal evento econômico internacional será a divulgação do PIB dos EUA na quinta. A expectativa sobre o crescimento da economia dos EUA vem diminuindo nos últimos meses e um resultado ruim pode aumentar ainda mais o pessimismo sobre a economia global.

ix. O Banco Central Europeu se reúne também na quinta. A expectativa é de aumento de 0.75 p.p., que deve chegar a 2%.

x. A votação para o sucessor de Liz Truss como primeiro-ministro do Reino Unido deve começar na próxima semana. Alguns dos favoritos ao cargo são Rishi Sunak, que ficou em segundo lugar na disputa com Liz Truss e Boris Johnson, que continua muito popular entre os eleitores conservadores.

xi. Na sexta (29/10) o índice de inflação de Despesas de Consumo Pessoal (PCE) dos EUA referente ao mês de setembro será divulgado. O indicador acumula 4,9% nos últimos 12 meses até agosto.



3 visualizações

Comments


bottom of page