top of page

Economia poderá entrar em recessão técnica no primeiro trimestre de 2023...



Prévia do PIB de 2022 indica crescimento da economia de 2,9% em 2022, mas com desaceleração no segundo semestre e queda de 1,46% no 4º trimestre.


· O IBC-Br, considerado uma prévia do PIB, cresceu 0,29% em dezembro de 2022, acima das expectativas do mercado (+0,1%). Na comparação com dezembro de 2021 a alta foi de 1,42%. O resultado de dezembro fechou o ano com alta de 2,9%.

· A mediana das expectativas do Boletim Focus para o PIB em 2022 aponta para um crescimento de 3,02%, ligeiramente superior à da GO Associados (3,0%) e acima do apontado pelo IBC-Br.

· Apesar do resultado em dezembro e no ano ser positivo, o 4º trimestre acende o alerta para 2023. Na comparação com o 3º tri/22 a queda foi de 1,46% com uma sequência de quedas ocorrendo entre agosto e novembro.

· A queda no preço dos combustíveis e o início do pagamento dos benefícios previstos na PEC 1/22, com um impacto fiscal de R$ 41,2 bilhões contribuíram para aquecer a economia e subir as projeções do PIB no primeiro semestre do ano. O maior crescimento mensal do ano foi justamente em julho de 2022.

· Por outro lado, a alta na taxa de juros que está em 13,75% a.a. contribui para que as perspectivas para 2023 sejam de um crescimento mais modesto. A mediana das expectativas do relatório Focus para este ano indica um crescimento de 0,76%.


IBC-Br dessazonalizado (100=jan/03): 2,44% acima do pré-pandemia





33 visualizações

댓글


bottom of page